19 setembro 2016

Resenha: Quando o amor bater à sua porta - Samanta Holtz



Sinopse: 

Ele tem um passado do qual não se lembra. Ela precisa esquecer o seu.

Malu Rocha é uma escritora de 29 anos independente, confiante e bem-sucedida. Mora sozinha em São José dos Pinhais, perto de Curitiba, onde mantém uma rotina regrada de pedalar todas as manhãs, escrever e, semanalmente, visitar o avô de 98 anos em uma casa de repouso.

Porém sua vida toda controlada sai do eixo quando um homem bate à sua porta e se apresenta como Luiz Otávio Veronezzi, dizendo ter perdido uma reunião marcada com ela. Malu não se lembra do compromisso e sua primeira reação é dispensá-lo. Mas o belo desconhecido insiste, explicando que sofreu um acidente de carro, ficou em coma e perdeu a memória, assim como seus documentos. As únicas coisas que restaram foram um pouco de dinheiro e um papel com o nome e o endereço de Malu, o nome dele e a data da reunião. Luiz confessa que a escritora era sua última esperança para descobrir a própria identidade.

O problema é que ela não tem a menor ideia de quem ele seja.

Desconfiada, mas sentindo-se responsável pelo acontecido, Malu decide ajudá-lo e embarca em uma jornada para descobrir quem ele é – o que acaba trazendo à tona muitos fatos sobre si mesma, seus medos e segredos mais bem guardados, além de um passado que preferia esquecer.

A bela narrativa e a trama que prende do começo ao fim nos convidam a acompanhar Malu e Luiz nessa busca que se transforma em uma história de amor de tirar o fôlego.



Para saber mais...
 Skoob: AQUI


Li esse livro em uma semana, a história fluiu de uma maneira tão encantadora e doce que me arrebatou, ficaria acompanhando a vida de Luiz e Malu numa boa para sempre.  
Samanta com seu jeito fofo de ser, nos trouxe uma história leve, um conto de fadas moderno, clichê (amo mais que brigadeiro de panela), e  repleto de sabedoria.
Malu nossa protagonista não acredita no amor, é uma escritora famosa pelos seus livros românticos mas atualmente trabalhava em uma história que a mocinha não ficava com o rapaz e sim escolheria seu sucesso profissional... Até aí tudo bem! Mas em um dia qualquer um estranho bate em sua porta, ele não lembra quem é, mas tem esperança que Malu possa lhe dizer. Ela era a sua única chance.
O problema é que ela não sabe quem ele é, por precaução nem lhe dá muito ouvido, vários dias depois ela o reencontra e acaba tendo pena dele, Luiz parece realmente sem memória, vagando por aí como um andarilho sem um tostão no bolso, dormindo em um galpão.
Malu lhe oferece trabalho, com isso acabam se tornando amigos, no fim ela acaba decidindo ajudá-lo a descobrir quem ele é, ou melhor quem ele era, antes de sofrer o acidente e perder a memória.
Malu e Luiz Otávio acabam se deparando com muitas surpresas pelo caminho, enfrentam conflitos internos e auxiliam um ao outro muito mais do que imaginariam que seria possível.
Uma história que me encantou pelos diálogos inteligentes, cenário real (fiquei com vontade de ir conhecer São José dos Pinhais) e personagens bem criados, personalidades fáceis de encontrarmos no mundo real, difícil não se envolver e se ver totalmente dentro da vida dos protagonistas.
Teve uma coisa que infelizmente não vou poder dizer aqui, já que seria spoiler, mas posso garantir que teve um detalhe que achei fantástico, até comentei com a Samanta na Bienal, ela me surpreendeu mesmo quando não era para eu ser surpreendida.
Eu estava lendo e tinha certeza daquilo, depois com o passar da história acabei deixando aquela ideia de lado, e quando vejo, pimba... era aquilo mesmo que eu suspeitava, mas mil vezes melhor! Foi uma jogada genial.

Uma história inesquecível, eu acabei a leitura e já batia o desejo de ler novamente, quem conferir não se arrependerá, tenho certeza.  

Para finalizar uma das frases mais lindas do livro em minha opinião... 

Um comentário:

Ariádne Tamires disse...

Morrendo de vontade de ler este livro!!
Comprei na Bienal direto com a autora, a Samanta é uma fofa *-*
Amei sua resenha e fiquei morta de curiosidade sobre essa reviravolta! rs

Beijos
http://tamigarotaindecisa.blogspot.com.br/