29 agosto 2012

Entrevista - Carol Sabar

Entrevista com Carol Sabar 
Autora de: Como (quase) namorei Robert Pattinson 






 Quero agradecer imensamente a Carol pela disponibilidade e companherismo sempre!! 

Bora conferir a entrevista ??


1- Como surgiu a ideia de escrever e lançar um livro?

Eu estava no trânsito quando tive a primeira imagem do que hoje é a cena de abertura de “Como (quase) namorei Robert Pattinson”. Mas a ideia de lançar um livro nunca surgiu, na verdade. Foi a consequência lógica quando eu me vi ali parada, chocada, olhando para a tela do meu computador, para as 464 do meu livro prontinho e acabadinho. “Quero publicar isso!”, pensei comigo mesma.


2- Quanto tempo levou para escrever "Como (quase) namorei Robert Pattinson"?



Eu levei sete meses desde a primeira ideia do livro até ponto final. Foi uma loucura (uma deliciosa loucura, aliás)! Eu escrevia à noite, aos sábados, domingos e feriados. Uma verdadeira prisão domiciliar! “O tempo passou na janela e só Carolina não viu”. (risos) 





3- Cite um trechinho favorito, vamos deixar nossos seguidores com água na boca.

“Só que de repente não tenho tempo para nada. Não consigo sequer duvidar quando tudo o que sinto é meu corpo amolecendo para a frente. Em meio à alucinação (a mais linda de toda minha vida), um último fio de consciência: estou desmaiando em cima de Robert Pattinson.
E tudo fica escuro.”

4- Miguel, Duda, Pablo tantos outros personagens queridos e com personalidades únicas e inesquecíveis. Algum deles foi inspirado em alguém próximo?


Sim, mas não posso dizer! Não-posso-dizer! Esse personagem, em particular, não é lá um muito querido e eu sou muito nova para morrer, minha gente! Ainda tenho muitos livros para escrever, pelo amor de Deus...


5- De todos os personagens que você criou, algum deles tem um significado especial para você?

A Duda. Quando terminei de escrever o livro senti um vazio tão grande... como se eu tivesse sido obrigada a me despedir de uma grande amiga. A Duda é doidinha, mas é muito divertida, uma peça rara!



6- Sei que está vindo mais um romance por aí, pode nos adiantar algo?

Hum... Vamos lá. Meu segundo livro é outra comédia romântica, só que, dessa vez, tem mais romance que comédia. É a história da Bia, apaixonada por Guga, seu amigo de infância. Por causa dessa paixão, Bia nunca teve um namorado. E ela tem 25 anos de idade! Então já viu, né? Ela se acha a garota mais azarada do mundo (sem contar que está desempregada e cheia de dívidas, coitadinha). Só que tem um detalhe: Bia não vê Guga há 10 anos (10 anos! E ela até hoje é apaixonada por ele!). Guga se mudou para Londres, para estudar música, e nunca mais telefonou, mandou uma carta ou um sinal de fumaça! Bia e Guga nunca mais se encontraram! Até que um belo dia... tchã,  tchã, tchã... Parei por aqui. 

6- Como você vê o mercado editorial nos dias de hoje? Teve dificuldades na publicação?

O mercado editorial sempre foi receptivo às boas ideias e sempre será. Sempre haverá espaço para as boas histórias, seja você um autor desconhecido ou não. O que acontece é que o mercado editorial não tem (e nem poderia ter) tempo de ler todos os manuscritos do mundo para separar o joio do trigo. Então, em geral, se você é um autor desconhecido, mesmo que seu livro seja sensacional, revolucionário, você precisará ter paciência e perseverança. Você precisa ser encontrado. Mais que isso: você precisa ficar “encontrável”. Imagina se a J.K. Rowling tivesse desistido depois das primeiras rejeições? O Harry Potter estaria engavetado até hoje, porque os editores jamais poderiam encontrá-lo. Aliás, os editores nem teriam a chance de saber que existe um tal feitiço “Accio” que é capaz de encontrar qualquer coisa...
Depois que terminei de escrever “Como (quase) namorei Robert Pattinson”, eu revisei, revisei, revisei, escrevi cartas de apresentação e distribuí o livro por aí. A Editora Jangada se interessou e foi uma empatia instantânea. Tive sorte de encontrar pessoas tão boas e competentes pelo caminho.

                      Rapidinhas=

Lugar: Meu quarto

Passatempo : Ler

Comida: Pão de queijo
Autor estrangeiro: J.K. Rowling

Autor nacional: Paula Pimenta (na literatura juvenil)

Livro inesquecível : “Meu pé de laranja lima”, o primeiro livro que eu li.

Musica:“Love is a verb” (minha música do momento... sou alucinada pelo John Mayer)

Alguém : meu namorado

Sonho: são tantos... Por exemplo, quero assistir a um show do John Mayer depois que ele ficar curado dessa coisa malvada que apareceu na garganta dele...


8- Como as pessoas podem adquirir seu livro? 


Nas livrarias físicas e pela internet: AQUI


9- Como está sua agenda? Tem algum evento? 


Meu próximo evento será em Porto Alegre, na feira do livro. No dia 28/10 às 15 horas. 


10- Os crepuscólicos podem ficar por dentro das novidades da sua carreira como? 



Site : http://www.carolsabar.com.br/
Twitter: @CarolSabar
Skoob :  http://www.skoob.com.br/livro/181607



Degustação de 2 capítulos:
http://issuu.com/grupoeditorialpensamento/docs/name7eb9c4/1



 11- Para finalizar deixe um recadinho para os Amantes de Livros! 


Obrigada pelo carinho, pessoal! Adorei conversar com vocês!
A gente se vê!
beijinhos crepuscólicos, 

Carol Sabar









3 comentários:

Michael Josh disse...

^_^ Adorei a entrevista! =) A Carol Sabar é super espontanea e divertida!

㋡ Simone - §♥§ ㋡ disse...

Ameiiii essa entrevista e, tenho muita curiosidade em ler esse livro.! Àlias, logo qd ele foi lançado, nós divulgamos lá no "Twilight Brasil".! Bjkssss pra vcs duas Dani e Carol e sucesso pra vcs sempre. **Si

Laura Couto disse...

estavamos na livraria qdo vi a capa deste livro, chamei minha filha correndo para ver, e apesar de ser uma crepuscolica não se interessou muito, viz ela levar assim msm, só que quem começou a ler primeiro fui eu, fiquei vidrada no livro, e deixei ela doida, pois ai ficou querendo ler, moral da historia, eu, ela e todas suas amigas da escola leram de tanto que ela passou a comentar em sala !!! recomendo, linguagem divertida, e simples e pra quem ja viu os filmes acaba vivendo um pouco dos personagens!!! ( postando pelo blogger da minha filha)